Tocha Olímpica terá “altar” e receberá visita dos diademenses

Símbolo das Olimpíadas a Tocha passou na região do ABC e foi representada por vários atletas e instituições. Diadema teve como representante e condutora a professora Jaci Mattos, presidente da Associação dos Funcionários Públicos

Elias Lubaque

Momento histórico e único que vai ficar registrado na memória de todos, e em especial de quem teve a honra de ser escolhido(a) para carregar por alguns metros o grande símbolo do maior evento esportivo do mundo, à Tocha Olímpica.

Em Diadema depois de se inscrever no site do COB – Comitê Olímpico Brasileiro e ser escolhida pelo Banco Bradesco para ser a condutora da Tocha e percorrer os 200m mágicos da sua vida. A professora Jaci Mattos destaca como momento “ímpar” sua participação no revezamento. “Alegria de participar de um momento ímpar no Brasil e no mundo, desse evento que é a Olimpíada e do revezamento da Tocha Olímpica e por ser a única em Diadema é um fato que devemos comemorar, sem dúvida. Aqueles 200 metros foram mágicos, é uma emoção indescritível, só estando lá. E eu fui ofertada e agradeço muito a Deus por essa oportunidade”, revela Jaci Mattos, presidente da Associação dos Funcionários Públicos.

Apesar de que a Tocha passou pelo ABC, ela não passou pela cidade de Diadema. Mas a representante que foi até São Bernardo do Campo, cumprir sua missão é é 100% diademense. E não cansada de passar a todos sua emoção de participar do revezamento, a presidente da AFPD foi para as ruas da cidade mostrar não só o valor simbólico que tem a Tocha, mas a gratidão de poder representar os cidadãos. “Eu não digo que a tocha é minha, pelo contrário, digo que ela nossa, da cidade, dos diademenses. Tive a honra de carregá-la e de trazer para Diadema. Recebi os alunos vestido com uniforme e com a tocha, eles ficaram maravilhados”, comenta Jacci.

Depois de percorrer em vários setores da cidade, colégios, instituições, comércios, bombeiros, a professora Jaci Mattos, resolveu fazer um altar e deixar a tocha exposta na Associação dos Funcionários Públicos. “Nós queremos deixar a Tocha como patrimônio da Associação dos Funcionários Públicos. Até para mostrar a história que nós estamos desenvolvendo. Inicialmente pensamos em deixar exposta do lado de fora da Associação, dentro de um acrílico. Mas temos receio da exposição dela porque nós sabemos do valor simbólico e financeiro que ela que tem. Então estamos resolvendo um local seguro aqui na AFPD, fechado e que todos tenham acesso para estar visitando a Tocha Olímpica”, revela.

A Tocha Olímpica veio para coroar o trabalho da Associação nesses dois anos e meio com a nova gestão. “Eu não considero esse feito de ter conseguido com que a Associação dos Funcionários Públicos conduzisse a tocha um mérito da Jaci Mattos. Foi uma vitória coletiva. Por isso eu uso o termo de: A Tocha é Nossa!”, finaliza a professora e presidente da Associação dos Funcionários Públicos de Diadema.

Fonte: Diadema News

Sobre o autor

admin

Adicionar comentário

Clique para comentar